Dr. José questiona Prefeitura sobre falta de seringas e fitas para glicemia na rede pública

Por Roberto 12/04/2018 - 19:36 hs

Dr. José questiona Prefeitura sobre falta de seringas e fitas para glicemia na rede pública
Dr. José questiona Prefeitura sobre falta de materiais para diabéticos

 

Por meio de requerimento protocolado na Câmara Municipal, o vereador José Antonio Ferreira, o Dr. José (PSDB), pede informações à Administração Municipal a respeito da falta de seringas e de agulhas descartáveis para a aplicação de insulina, assim como de fitinhas para testes de glicemia em pacientes com diabetes atendidos pela Rede Municipal de Saúde. O parlamentar afirma ter recebido diversas reclamações de pacientes que enfrentam esse problema, principalmente daqueles atendidos no Centro de Saúde da Vila Linópolis, segundo os quais não existe previsão para o fornecimento desses materiais, essenciais à continuidade do tratamento.


“Alguns pacientes estão utilizando seringas e agulhas até cinco vezes para aplicação de insulina, devido à falta dos materiais, enquanto o ideal seria a utilização de uma nova seringa e uma nova agulha a cada aplicação, para evitar contaminação e infecção do local”, afirmou o parlamentar, antes de apresentar os questionamentos. No pedido de informações, ele indaga se realmente está ocorrendo a falta de seringas, agulhas e fitinhas para atender aos pacientes portadores de diabetes na Rede Municipal de Saúde. Em caso de resposta afirmativa, ele pergunta desde quando esses materiais estão em falta e quantos pacientes dependem, atualmente, do fornecimento de seringas, agulhas descartáveis e fitinhas do poder público para aplicação de insulina e controle da glicemia.


Ainda no requerimento, ele pergunta quem é o responsável pelo fornecimento à população desses materiais e se também tem ocorrido problema no fornecimento de insulina aos pacientes diabéticos. Por fim, Dr. José questiona se existe uma previsão para normalização do fornecimento das seringas, agulhas e fitinhas aos pacientes barbarenses e qual o valor investido mensalmente pela Administração Municipal para atender aos diabéticos.